Contronic Tecnologia para Diagnósticos
Instituto do Sono de Santa Maria
Doctus Equpamentos Médicos
OBSTRUÇÃO NASAL, RONCO, ROUQUIDÃO, ENGASGOS ELETROFISIOLOGIA DA AUDIÇÃO,TERAPIA FONOAUDIOLÓGICA, FISIOTERAPIA LABIRÍNTICA DOR DE GARGANTA, DOR DE OUVIDO, APNÉIA DO SONO EMISSÕES OTOACÚSTICAS, AVALIAÇÃO DO PROCESSAMENTO AUDITIVO CENTRAL POTENCIAIS EVOCADOS MIOGÊNICOS VESTIBULARES ( cVEMP e oVEMP)  MEDICINA DO SONO, AUDIOLOGIA, OTONEUROLOGIA OTOLOGIA, LABIRINTOLOGIA, RINOLOGIA, LARINGOLOGIA. SURDEZ NA CRIANÇA E NO ADULTO, LABIRINTITES, DESEQUILIBRIO CORPORAL, PERFURAÇÃO DO TÍMPANO AUDIOMETRIA, IMITANCIOMETRIA, REFLEXO ESTAPEDIANO REABILITAÇÃO LABIRÍNTICA COM REALIDADE VIRTUAL, TERAPIA DA VOZ E DO  PROCESSAMENTO AUDITIVO VECTONISTAGMOGRAFIA, VIDEONISTAGMOSCOPIA

Institucional

O ano era 1958, o Dr. Reinaldo Fernando Cóser chegava a Santa Maria para ser o primeiro professor de Otorrinolaringologia da Faculdade de Medicina de Santa Maria.
Instalou seu consultório na Rua do Acampamento onde trabalhou até 1974 quando, de forma súbita, faleceu aos 49 anos de idade…

Neste período destacou a clínica como sendo uma das primeiras no Brasil a oferecer um serviço de diagnóstico em Audiologia que empregava um Audiometro e que mais tarde agregou (na medida em que surgiram no Brasil) o Imitanciometro e o Eletronistagmografo.

Ele foi o primeiro no Brasil a fazer a cirurgia da estapedectomia (cirurgia para a cura da surdez causada pela otosclerose) e um dos primeiros a fazer a Microcirurgia de Laringe (cirurgia para correção dos problemas da voz decorrentes de várias causas).

Em 1975 seu filho Pedro Luis Cóser graduou-se médico pela Universidade Federal de Santa Maria. Nos dois anos seguintes cumpriu o programa de Residência Médica em Otorrinolaringologia em São Paulo onde se casou com a colega de Residência em Otorrinolaringologia Maria José Costa Santos que passou a se chamar Maria José Santos Cóser.

Os dois trabalharam em São Paulo onde se destacaram por terem sido pioneiros no Brasil pela criação do quarto laboratório de audiologia a realizar o exame de Eletrocócleografia (ECOG) e um dos primeiros a realizar o exame de Potencial Evocado Auditivo do Tronco Encefálico (BERA – PEATE).

Em 1983 o casal Cóser se transfere de São Paulo para Santa Maria e reabre a Clínica Cóser Otorrino em novo endereço (Centro Clínico da Rua Duque de Caxias, 1668) onde permanece até hoje, 53 anos mais tarde.

Em 2011 Reinaldo Cóser Neto, filho mais velho do casal, vem reforçar a equipe da clinica após 04 anos de especialização em Otorrinolaringologia concluída na cidade de São Paulo (Instituto Felippu de Otorrinolaringologia).

O pioneirismo da Clínica continua sendo a sua principal característica sendo a primeira em Santa Maria a oferecer os exames de Videonasofibrolaringoscopia, Vectoeletronistagmografia computadorizada e Videonistagmoscopia para o diagnóstico da Litíase Labiríntica.

A Clínica, em 1985, começou a fazer BERA e por décadas foi um dos dois únicos serviços que faziam este exame no estado. Em 2002 começou a fazer ECOG com eletrodo não invasivo e o Potencial Evocado Cognitivo P300 e até pouco tempo era o único serviço de Audiologia do Rio Grande do Sul a fazer estes exames.

Em 2011 passam a fazer parte da rotina da clinica outros potencias auditivos gerados nas vias auditivas centrais MLR, MMN e LLR e também o novíssimo exame de RESPOSTAS AUDITIVAS DO ESTADO ESTÁVEL que tora bem, mais completa e precisa a avaliação da audição nos bebês (exame disponível em pouquíssimos centros de audiologia do país). Iniciou também o exame do labirinto através do Potencial Evocado Vestibular Miogênico (VEMP) de forma pioneira.

Em 2008 é lançado o livro ELETROFISIOLOGIA DA AUDIÇÃO E EMISSÕES OTOACÚSTICAS pelo Dr. Pedro Cóser e mais três colegas do estado de São Paulo. O livro teve aceitação inédita no meio acadêmico da Audiologia Brasileira e chegou a ser indicado para o Prêmio Jabuti de Literatura na área das ciências da saúde.

Atrás do sucesso do livro a Clinica aumentou a oferta de curso de alto nível em Labirintologia e Eletrofisoiologia da Audição para médicos e fonoaudiólogos que têm atraído alunos de todas as partes do Brasil

Além dos médicos já citados, fazem parte da equipe o administrador Lourenço Mesquita Lima e Silva, o otorrinolaringologista Bernardo Fusaro, as Fonoaudiólogas Elenara Cioqueta, Rafaele Rigon, Raquel Daniel, Carla Viegas, Liane Lovato e Dayane Didoné, a Fisioterapeuta Ivete Oliveira e as secretárias Marilene Cantarelli, Marilize Ferraz, Liliana Loureiro e Mariangela Ribeiro. (atualizado em Maio de 2013)

 
 
  • Leia sobre doenças e sintomas

  •